Loading...

domingo, 12 de agosto de 2012

A Função da Bainha de Mielina


Fiquei interessada na diferença de um neurônio mielizado e um não, buscando compreender como e porque essa diferença se dá. Encontrei uma boa explicação no Dicionário de Psicologia de Peter Stratton.
"Bainha de Mielina é uma substância adiposa que reveste os dendritos e os axônios dos neurônios, no sistema nervoso central. A bainha de mielina é composta de células de Schwann, que se enrolam em trono do axônio, prevenindo assim a transferência iônica entre o interior do neurônio e os fluidos circundantes. Um pequeno intervalo entre cada célula de Schwann é conhecido como o nódulo de Ranvier. É nestes pontos que a transferência iônica ocorre. Em virtude desta organização, o impulso elétrico trafega ao longo do neurônio numa série de saltos, o que constitui, na extensão do neurônio, um método muito mais rápido de transmitir informação do que uma progressão gradual. Este sistema é particularmente utilizado no sistema nervoso central, bem como na recepção da informação sensorial e na transmissão dos impulsos motores. Nos casos em que uma progressão levemente mais lenta não representa uma desvantagem, tal como acontece no sistema nervoso autônomo, os neurônios tendem a ser não mielinizados. A substância branca do sistema nervoso central consiste de uma massa coberta de fibras nervosas mielinizadas."