Loading...

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Por que o core é tão importante?


Por que o core é tão importante? Porque os movimentos funcionais cotidianos do corpo são extremamente dependentes dele. Ele estabiliza o tronco e a pelve, permitindo que os membros superiores e inferiores se movam adequadamente durante a atividade. O enfraquecimento do core pode resultar em uma predisposição à lesão. Eis uma analogia: pense na situação de caminhar em uma praia. Assim que você pisa na praia, a areia é bem solta e fofa. Você acha difícil se locomover e precisa despender uma grande quantidade de energia e esforço. À medida que avança em direção à água, você percebe que a areia fica mais firme e compacta, tornando o seu movimento mais fácil e mais eficiente. A falta de estabilidade do core é como tentar caminhar ou correr na praia, onde a areia é fofa e o movimento é difícil. Ao tentar fazer isso, você pode facilmente sofrer uma lesão, torcer o tornozelo, por exemplo. No entanto, se você possuir um core fortalecido, será como andar sobre areia firme - e será muito mais fácil para você chegar aonde deseja. Um core fortalecido torna mais fácil o movimento em qualquer atividade. 


Fonte: Treinamento do Core de Abigail Ellsworth

COMPREENDA MELHOR O CORE E SUA CONSTITUIÇÃO


"Os músculos do core são as camadas musculares profundas localizadas próximo à coluna vertebral e que proporcionam suporte estrutural para todo o corpo. Eles fornecem a pressão interna necessária para permitir uma contração intensa (como durante o trabalho de parto) ou para expelir substâncias (como vômito, fezes ou ar carregado de carbono). Esses músculos do core são divididos em dois grupos: músculos maiores e músculos menores. Os músculos maiores do core estão localizados no tronco e incluem a região abdominal e as porções média e inferior das costas. Essa área inclui os músculos do assoalho pélvico (elevador do ânus, pubococcígeo, iliococcígeio, puborretal e coccígeo), os abdominais (retor do abdome, transverso do abdome, oblíquo interno), os eretores da espinha (multífido, eretor da espinha, esplênio, longuíssimo do tórax e semiespinal) e o diafragma. Os músculos menores do core incluem o latíssimo do dorso, o glúteo máximo e o trapézio (superior, médio e inferior).  Esses músculos menores do core auxiliam os músculos maiores quando o corpo realiza atividades ou movimentos que requerem maior estabilidade."

 Fonte: Treinamento do Core de Abigail Ellsworth

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Compreendendo mais o Coaching







"O coaching pode ser definido, em função de quem o pratica, ora como uma técnica ou uma ferramenta poderosa de mudança que permite orientar a pessoa em direção ao êxito, ora como uma filosofia de vida que, ainda que pretensiosa, anseia por um mundo melhor. Assim, podemos compreendê-lo como um processo sistemático de aprendizagem, centrado na situação presente e orientado para a mudança, onde se facultam recursos e ferramentas de trabalho específicos que permitem a melhoria do desempenho nas áreas que as pessoas procuram."


Fonte: Coaching para docentes de Juan Fernando Bou Pérez

Coaching uma definição

        Como estou me dedicando a estudar Coaching nos últimos anos, venho aplicando seus postulados para alguns alunos interessados em alcançar metas de qualidade de vida, estejam elas ligadas ao Pilates, Yoga, Terapias ou qualquer outra técnica que possam ajudá-los a viver melhor. O bacana é que está funcionando muito bem e pretendo continuar estudando cada vez mais...


Veja uma das definições de Coaching que mais gosto:

"O coaching é uma técnica de desenvolvimento pessoal que tempo por principal objetivo ajuda-lo a alcançar as metas que se propõe e facilitar melhorias nas suas competências, comportamentos, capacidades e atitudes, trazendo-lhe tanto uma melhor qualidade de vida como uma maior satisfação com a prática da sua atividade profissional diária.  É uma disciplina que nos aproxima da concretização de objetivos e que nos ajuda a melhor identificar as nossas verdadeiras necessidades, bem como as das pessoas que nos rodeiam, facilitando ainda a potenciação dos nossos próprios recursos. Apesar de ser relativamente recente, apoia-se nos pilares básicos da filosofia socrática e, mais concretamente, na aplicação dos seus postulados maiêuticos. "


Fonte: Coaching para docentes de Juan Fernando Bou Pérez

Coaching e Pilates - A





“Há uma necessidade, há um procura por parte da sociedade, e, em especial, do mundo da educação, relacionada com “o que e como fazer” para que o desenvolvimento d potencial humano (alunos e professores) seja simples, prático e útil.” 

 Fonte: Coaching para docentes de Juan Fernando Bou Pérez