Loading...

sábado, 24 de setembro de 2016

"O choro é uma das maiores canções devocionais. Aquele que sabe chorar, conhece a prática espiritual. Se você pode chorar com um coração puro, nada mais se compara a essa oração. Chorar inclui todos os princípios do Yoga ". - Kripalvanandji


O poder da sua narrativa

“Algumas pessoas tratam a adversidade como um degrau, outras como uma lápide. A diferença da forma como a abordam depende de como a veem. O psicólogo de performance Jim Loehr diz: “Os campeões têm nos ensinado como viver uma experiência e essencialmente escrever a história do seu efeito. Se você enxergar a falha como uma oportunidade de aprender e melhorar, assim será.
Se a encarar como um vento mortal, assim será. Dessa forma, o poder da história é mais importante do que a própria experiência”.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.”


Obstáculos, libertação e regozijo

“James Allen escreveu: “Que a pessoa se regozije quando é confrontada pelos obstáculos, pois isso significa que ela chegou ao final de uma linha particular de indiferença ou “insensatez, e agora deve reunir toda energia e inteligência para desembaraçar a si mesma, e para encontrar uma maneira melhor; que os poderes dentro dela estão gritando por uma libertação muito maior, por um exercício e escopo ampliado."
Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.”


A adversidade como um catalisador da evolução

“A vida de uma pessoa de sucesso é composta de uma transição após a outra. Ficar estável não é uma opção na vida. O tempo está sempre passando. Não podemos pará-lo, tampouco seus efeitos. Precisamos fazer mudanças, e a adversidade pode ser um catalisador.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.”


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Mantenha a mente de principiante para continuar crescendo

“Erwin G. Hall observou: “Uma mente aberta é o princípio da autodescoberta e crescimento. Não podemos aprender nada novo até que possamos admitir que não sabemos tudo”. Se quiser crescer e aprender, você precisa abordar o máximo de coisas que puder como um iniciante, e não um expert.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.”



quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Sobre a pessoa e seus ensinamentos

“O próprio Buda, porém, salientou que não deveríamos venerar a pessoa, mas, sim, a sabedoria que ela ensina.”

Trecho de: Dzongsar Jamyang Khyentse. “O que faz você ser Budista?.” Pensamento, 2013.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Aprenda com seus erros

“Quando as pessoas se recusam a olhar no espelho e em vez disso olham para outras pessoas ou situações para culpá-las, continuam mantendo os mesmos resultados repetidas vezes. Talvez a melhor descrição que encontro para isso — e seja a solução — esteja nas palavras de Portia Nelson em “Autobiografia em Cinco Capítulos Curtos”:
Capítulo Um
Eu desço a rua.
Há um buraco fundo na calçada.
Eu caio.
Estou perdido... e impotente.
Não é culpa minha.
Leva muito tempo para encontrar a saída.

Capítulo Dois
Eu desço a mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada.
Finjo que não vejo.
Caio nele novamente.
Não acredito que estou no mesmo lugar.
Mas não é culpa minha.
Leva muito tempo para conseguir sair.

Capítulo Três
Desço a mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada.
Eu o vejo.
Ainda caio nele… é um hábito… mas
meus olhos estão abertos.
Sei onde estou.
A culpa é minha.
Saio dele imediatamente.

Capítulo Quatro
Desço a mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada.”
Não “Eu o contorno.

Capítulo Cinco
Desço por outra rua.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Aprender para crescer sempre

“Podemos escolher permanecer ensináveis e abastecer nosso desejo interno de crescer intencionalmente. Ou podemos nos tornar indiferentes às oportunidades que se apresentam para que possamos continuar aprendendo.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Postura correta para as coisas darem certo

“A postura correta significa estar pronto, dar os passos preliminares rumo a algum tipo de realização. A aproximação correta para qualquer coisa prepara o ambiente para os resultados criativos que esperamos. Em resumo, nossas atitudes são a forma como nos posicionamos em relação à vida. E a forma como nos posicionamos irá determinar nossos sucessos e falhas.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

domingo, 11 de setembro de 2016

Aprendizado contínuo é uma necessidade e acima de tudo uma escolha

“Nós escolhemos estar abertos ou fechados para as novas ideias, novas experiências, ideias de outras pessoas, feedback de outras pessoas e disposição para mudar. Podemos escolher o caminho para um futuro melhor desenvolvendo um espírito ensinável ou podemos sabotar esse futuro fingindo que sabemos tudo que precisamos para prosseguir na vida — o que, a propósito, é impossível para qualquer pessoa!”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Diferença entre otimismo e esperança

“Algumas pessoas dizem que a esperança é uma forma ilusória de encarar a vida. Não é realista, dizem eles. Eu discordo. No livro The Dignity of Difference [A Dignidade da Diferença], Jonathan Sacks escreve: “Uma das distinções mais importantes que aprendi durante a reflexão sobre a história judaica é a diferença entre otimismo e esperança. Otimismo é a crença de que as coisas vão melhorar. Esperança é a fé de que, juntos, podemos melhorar as coisas. O otimismo é uma virtude passiva; a esperança é ativa. Para ser um otimista não é preciso coragem, mas é preciso muita coragem para ter esperança”.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

A esperança é uma escolha


"O pastor britânico G. Campbell Morgan contou a história de um homem cuja loja havia sido queimada no grande incêndio de Chicago em 1871. O homem chegou nas ruínas na manha seguinte carregando uma mesa. Ele colocou a mesa no meio dos destroços, e em cima dela uma placa que dizia: “Tudo perdido com exceção da esposa, filhos e esperança. Os negócios continuam amanhã de manhã, como sempre”.2”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Sobre a verdadeira coragem!

“Perguntaram ao autor e teólogo Paul Tillich sobre o tema central do seu livro The Courage to Be [A Coragem de Ser] pouco antes de ele morrer. Tillich disse que o livro era sobre a verdadeira coragem: dizer sim para a vida a despeito de todas as dificuldades e dores que fazem parte da existência humana. É preciso coragem para encontrar algo positivo e significativo sobre nós mesmos e sobre a vida a cada dia. Isso, disse ele, é a chave para viver a vida de forma plena. “Amar a vida”, disse ele, “talvez seja a máxima expressão da coragem de ser”.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Por que devemos cultivar a esperança?

• A esperança brilha mais forte no momento mais escuro.
• A esperança motiva quando chega o desânimo.
• A esperança dá energia quando o corpo está cansado.
• A esperança adoça quando a amargura chega.
• A esperança canta quando todas as melodias se calam.
• A esperança acredita quando a evidência é limitada.
• A esperança ouve as respostas quando ninguém está falando.
• A esperança supera os obstáculos quando ninguém está ajudando.
• A esperança suporta as dificuldades quando ninguém se importa.
• A esperança ri confiante quando ninguém está rindo.
• A esperança busca respostas quando ninguém está perguntando.
• A esperança impulsiona para a vitória quando ninguém está encorajando.
• A esperança ousa dar quando ninguém está compartilhando.
• A esperança traz a vitória quando ninguém está vencendo.
Em resumo, a esperança fornece. Ela nos dá mesmo quando nos resta pouco ou quase nada. Ela é uma das coisas mais preciosas que temos na vida.”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

A tarefa de um líder

“A primeira e última tarefa de um líder é manter viva a esperança — a esperança de que finalmente podemos encontrar nosso caminho para um mundo melhor”

Trecho de: John C. Maxwell. “Às Vezes Você Ganha, às Vezes Você Aprende: As maiores lições de vida vêm de nossas perdas.” 

Origens do Yoga

As origens do Yoga perdem-se no tempo. Especula-se que as ideias que deram origem ao Yoga tenham emegido no sudoeste da Ásia há mais de 3000 anos e levadas para o Sul através do subcontinente indiano por povos migrstórios.  Artefatos encontrados nos sítios arqueológicos de Mohenjudaro e Harappa mostram pessoas em postura de meditação. Os escritos mais antigos que tratam do yoga são os Upanishads (900 a 400 a.c.).

Yoga = União

"União"  é o significado da palavra Yoga e, nesta era crescentemente fragmentada o yoga oferece-nos uma forma de recuperar a harmonia. Ensina-nos a unir o corpo e a mente e esta ao espírito.